Bicicletas a circular na Quinta do Gradil com o apoio da FPCUB

No próximo dia 17 de Abril, a Quinta do Gradil, produtora de vinho de Lisboa, volta a reforçar a sua aposta numa política de Enoturismo Ativo. Dona de uma vasta área verde, no total entre vinha plantada, eucaliptal e pinheiros bravos são 200 hectares, a Quinta que no século XVIII pertenceu ao Marquês de Pombal, decidiu iniciar no ano passado a sua aposta em atividades ao ar livre. O objetivo é contar a história do vinho através do desporto e do contacto direto com a vinha. Uma prática que acaba por tocar na política de Responsabilidade Social da Empresa, que cada vez mais quer ter um papel ativo junto do consumidor no que respeita aos benefícios de um consumo moderado de vinho. 

As opções são 40km de bicicleta ou 8km a caminhar, no domingo dia 17 de abril, com partida marcada para as 10h00, na Quinta do Gradil. No dia 19 de Abril celebra-se o Dia Mundial da Bicicleta, e a Quinta do Gradil, que estabeleceu no final do ano passado o seu programa de Enoturismo Ativo, não quis deixar de assinalar a efeméride. “No lugar das habituais máquinas agrícolas, vamos ter centenas de bicicletas”, conta Bruno Gomes, responsável de Enoturismo da propriedade, e relembra “no final do ano passado iniciámos este programa com uma corrida nas vinhas e juntámos 150 pessoas. O objetivo com a Wine Bike Tour é aumentar esta concentração já que a zona onde estamos inseridos, com a Serra do Montejunto na paisagem, é muito propícia à modalidade”.

Há 26 anos que a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) tem vindo a reconhecer na Sociedade Portuguesa aqueles que mais têm feito em prol da bicicleta, e foi nesse sentido que a Quinta do Gradil quis partilhar com a Entidade a sua primeira Wine Bike Tour. Com esta parceria a propriedade que pertence à Região Vitivinícola de Lisboa pretende criar uma ligação ao universo das bicicletas. “A ambição é colocar um ponto de paragem dentro da Quinta e desta forma inseri-la nos principais mapas e guias de trilhas nacionais.”, explica Bruno Gomes. Avaliar o modo como a bicicleta é promovida e o modo como são dadas as condições para quem se desloca neste meio de transporte ou pratica cicloturismo, são as principais tarefas da Federação.

Paralelamente a esta aposta, numa vertente de Enoturismo Ativo, a Quinta do Gradil está empenhada em contribuir para um consumidor informado sobre os benefícios de um consumo moderado de vinho. “Não interessa só vender vinho, ainda que seja esse o negócio da empresa e fonte de rendimento.”, confidencia o responsável. “Nesta Casa queremos contextualizar o produto que vendemos, estar a par dos estudos que se vão fazendo pelo mundo, que revelam os benefícios do seu consumo, e por fim transmiti-los da melhor forma ao nosso cliente.”