Quinta do Gradil coloca cinco referências na nova carta de vinhos a bordo da TAP

Classe Executiva passa a contar com Quinta do Gradil Sauvignon Blanc & Arinto e o Rosé Syrah &Touriga Nacional e os dois Premium Mula Velha, nas versões branco e tinto. Na Classe Económica estará disponível o Reserva Tinto Mula Velha.

Os vinhos Quinta do Gradil estão entre as 50 referências que constituem a nova carta de vinhos da TAP. São cinco néctares com diferentes perfis que refletem a oferta existente na propriedade do Cadaval com 200ha. Os passageiros da Classe Executiva passam a poder saborear os Quinta do Gradil “Sauvignon Blanc & Arinto”, “Rosé Syrah & Touriga Nacional” e os dois “Mula Velha Premium”, nas versões branco e tinto. Na Classe Económica a opção recai sobre o “Mula Velha Reserva Tinto”. 

Entre a oferta estão dois bivarietais da gama clássica e permanente da casa, que resultam da combinação de uma casta estrangeira com uma portuguesa – um vinho branco Sauvignon Blanc & Arinto de perfil muito aromático e onde se destaca uma acidez viva e muito fresca, e um rosé Syrah & Touriga Nacional de aromas vivos a frutos vermelhos com bagas silvestres.

E depois três Mula Velha, uma referência que nasceu na Quinta do Gradil como resposta a uma tendência cada vez maior de consumir vinho de qualidade todos os dias. Um verdadeiro caso de sucesso, a marca Mula Velha deixou de ser apenas uma referência da Quinta do Gradil para se tornar uma companhia indispensável na mesa de cada vez mais famílias portuguesas. A partir de janeiro de 2018 vai ser também possível degustar estes vinhos a bordo dos aviões da TAP com o Mula Velha Reserva Tinto – na classe Económica, e os Mula Velha Premium Tinto e Mula Velha Premium Branco na classe Executiva. Este último, inclusivamente lá fora, já viu este ano a sua qualidade ser reconhecida, com uma medalha de Ouro no “Concours Mondial de Bruxelles”.

“É uma enorme honra termos sido selecionados para “voar com a TAP” a partir de janeiro, com cinco das nossas referências. Mais do que uma companhia bandeira, a TAP assume-se como um embaixador de Portugal, pelo mundo inteiro, e tem critérios de qualidade muito rigorosos. Temos a certeza que os portugueses e estrangeiros que provarem os nossos vinhos vão ficar satisfeitos e curiosos para conhecer melhor os vinhos portugueses, em particular da região de Lisboa”, refere Luís Vieira, administrador da Quinta do Gradil.

A escolha, que partiu de um painel de especialistas do setor, surge na sequência de um concurso lançado em setembro pela TAP aos produtores nacionais. A nova carta de vinhos passará a estar acessível a partir de janeiro de 2018 e durante os próximos dois anos.